Jornal da Praceta


Informação sobre a freguesia de Alvalade

(Alvalade, Campo Grande e São João de Brito )

     Educação em Alvalade

 

 

Universidades de Alvalade

 
 

 

2016: A Alameda da Universidade, de novo ao abandono?

 

Dia 15 de Janeiro de 2016. O SCP jogava em Alvalade com o Tondela. A PSP, em colaboração com a EMEL montou com um apenas guarda uma ação de vigilância ao estacionamento selvagem no jardim do Campo Grande, mesmo em frente do Museu da Cidade (Palácio Pimenta). No jogo anterior, o parque da EMEL tinha ficado praticamente vazio, mas o relvado que o envolve e a ciclovia que o atravessa fora completamente danificado pelo estacionamento selvagem. Mais

 

UL: Edifícios da  UL ao Abandono

 

Prédio da Universidade de Lisboa-Rua Ocidental do Campo Grande (nº167,169 e 171)

 

A "Universidade" !

A Universidade de Lisboa é pela dimensão do seu "campus", número de alunos e produção científica, aquela a que todos se referem como a "Universidade". É voz corrente que metade da área da freguesia de Alvalade pertence à UL (Possui cerca de 4% de toda a área do Concelho de Lisboa). Exagero ou não, a verdade é que a UL possui na freguesia um vasto património pouco conhecido, mas que está longe de ser cuidado. Mais

 

Dois dos edifícios que a UL possui no Campo Grande (nº185-189), estão ao abandono. O local está transformado numa lixeira e albergue para sem-abrigo. Os edifícios foram arrendados  pela Faculdade de Letras nos anos 60, tendo sido adquiridos anos 90. Funcionaram como um anexo da Faculdade. Um mau exemplo da UL !

 

 UL: Caleidoscópio. A 11/10/2010 foi assinado um protocolo em entre a CML e a universidade de Lisboa, no qual a primeira entidade cedia  à segunda o antigo "centro comercial" Caleidoscópio para a sua posterior transformação num "centro académico" que funcionaria durante 24 horas. O reitor da UL prometeu que a transformação seria rápida, mas nada disso aconteceu.  As obras de recuperação do edifício só se iniciaram em Julho de 2015, financiadas pela McDonald’s que aqui abriu em princípios de 2016 um restaurante, com "McDrive"! Mais

 

Faculdade de Letras da UL. Fundada em 1911

UL: Faculdade de Medicina Dentária. Conheça um pouco da sua brilhante história. Mais

UL: IMM -Instituto de Medicina Molecular, da Faculdade de Medicina, da UL. Fundado em 2001 é um caso de sucesso a nível mundial. Mais

 

Residência "Colégio Universitário dos Alamos"

A Opus Dei reforça a sua presença no Campo Grande, com abertura em breve de uma residência universitária na Alameda da Universidade, maior do que aquela que a organização fundada pelo espanhol José Escrivá já possui no Lumiar (Colégio Montes Claros). O poder da Opus Dei cresceu em Portugal de forma desmesurada depois de ter recebido uma enorme fortuna doada por Maria Antónia Barreiro.

 

 
 

Montra de uma das várias lojas de trajes existentes no Campo Grande. A estudante loira é associada a uma burra, o jovem a um alcoólico e o que têm na cabeça a merda. O resto é festa e a sabedoria dispensável. Rua Afonso Lopes Vieira.

Pelas Universidades

Trajes, Tunas e Festas Académicas

 

Praxes

O jardim do Campo Grande é um dos locais de eleição para as praxes dos alunos de várias universidades  (Universidade de Lisboa, Universidade Católica, ISCTE e a Lusófona). 

 

Até ao dia 15 de Dezembro de 2013, em que num ritual de praxe perderam a vida 6 estudantes na praia do Meco, a população assistia com alguma indiferença a estes rituais de iniciação (humilhação) dos "caloiros".

 

A verdade é que depois desta data fatídica, tudo mudou. Muitos são agora os que publicamente manifestam a sua indignação dos rituais que presenciam no Campo Grande, e que consideram indignas de um ser humano. "Estão a incutir nestes jovens atitudes de obediência próprios de bandos nazis. Os participantes nestes atos não deviam ter lugar nas universidades.", comentava em voz alta um morador revoltado.

 

 
 

Iscte - Instituto Universitário de Lisboa

ISCTE- IUL: Espaços Envolventes. A Universidade de Lisboa e o ISCTE tem feito importantes obras de melhoria do espaço envolvente.

 
 

 

Entrada de Universidade Lusófona

ULHT- Lusófona: Expansão

A actual Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias surgiu sob a forma de uma cooperativa em 1986 (Cofac- Coop. de Formação e Animação Cultural, crl), da qual surgiu em 1989 o Ismag. Por sua vez, em 1998 deu lugar à actual universidade, e no ano seguinte já contava com mil alunos. No Campo Grande veio ocupar o espaço de um antigo Quartel Militar. No seu interior e à sua volta assistiu-se à sua expansão quase sempre de forma desordenada. Os novos edificios deixam muito a desejar em termos estéticos. O certo é que em 2014 a Lusófona só no Campo Grande contava com 10 mil alunos que frequentavam 4 licenciaturas, 3 mestrados integrados, 49 mestrados, 9 doutoramentos e 22 CET`s.

A Lusófona tem hoje ramificações em Angola, Brasil, Moçambique, Cabo Verde e Guiné abrangendo um total de 25 mil alunos (2015). Mais

 

 

Agrupamentos de Escolas públicas

 

A Freguesia de Alvalade possui dois agrupamentos: o Agrupamento de Escolas Rainha Dona Leonor e o

Agrupamento de Escolas de Alvalade.

 

 

Dois estabelecimentos escolares percursores em Alvalade:

 Escola Técnica Elementar Eugénio dos Santos e  Liceu Feminino D. Leonor.

A Escola Eugénio dos Santos foi um dos primeiros estabelecimentos a serem construídos em todo o país no âmbito da Reforma do Ensino Técnico de 1947/1948.

Dez anos depois quando foi lançado um novo programa de construções de liceus, com particular destaque para os femininos, um dos primeiros a ser construído foi o liceu D. Leonor.

O bairro de Alvalade pela sua estrutura modelar, foi em ambos os casos o espaço escolhido para a implantação destes edifícios que pretendiam marcar uma nova etapa na educação em Portugal. Mais 

 

 

Agrupamento de Escolas Rainha Dona Leonor

No ano lectivo de 2014/2015 tinha 3.305 alunos e 221 professores.

 

Escola Secundária Rainha Dona Leonor. Sede do Agrupamento. No ano lectivo de 2014/2015 era frequentada por 1.429 alunos e tinha 97 professores. As obras nesta escola foram iniciadas em 2009 e tiveram um final feliz em 2011. No dia 29 de Janeiro, com a presença de um grupo muito restrito de convidados da comunidade escolar, foi inaugurada a "nova" escola, completamente remodelada e equipada. Um luxo ! Mais

 

Escola EB+23 Eugénio dos Santos

 

No ano lectivo de 2004/05 constituiu-se o Agrupamento de Escolas Eugénio dos Santos, constituído pela EB1 Santo António, EB1 Bairro de São Miguel, EB1 Fernando Pessoa, EB1 Hospital Dona Estefânia e EB23 Eugénio do Santos. Em 2012/13 passou a incluir a Escola Secundária Rainha Dona Leonor, cuja patrona deu o nome ao agrupamento.

 

(Foto: 1995?)

 

A Escola foi criada em Agosto de 1948, com o nome de Escola Técnica Elementar de Eugénio dos Santos. Das 18 Escolas do Ensino Técnico Elementar promovidas pelo Decreto de 11 de Julho de 1947, nº 30.406, foi a primeira a ser construída. Iniciada a sua construção em 11 de Julho de 1949, foi concluída no tempo recorde de 18 meses ( 15 de Novembro de 1950 ).

 

Foi inaugurada a 6 de Janeiro de 1951, sendo apenas frequentada por rapazes, que com os seus "fatos macaco" (vestimenta obrigatória) revelavam a sua orientação escolar. Em 1968 passou a chamar-se Escola Preparatória de Eugénio dos Santos e, em 1993, por ter também alunos do 3º ciclo, Escola EB 2+3 Eugénio dos Santos (o que quer dizer: Escola do Ensino Básico dos 2º e 3º ciclos de Eugénio dos Santos). Possui um edificio central, três blocos independentes, biblioteca, refeitório, pátios, campos de jogos, jardins, etc. No ano lectivo de 2014/2015 era frequentada por 1.038 alunos e tinha 78 professores. Mais

 

 

Escola Básica do 1º. Ciclo - Santo António - Infantário Santo António (antiga escola primária nº33). 

Após anos e anos ao abandono nos últimos anos sofreu importantes obras de requalificação. No ano lectivo de 2014/2015 era frequentada por 275 alunos e tinha 14 professores/educadores. Oferta educativa: 1º Ciclo e Infantário. Mais

Escola Básica do 1º. Ciclo Fernando Pessoa (antiga escola primária nº. 151)

A antiga "Escola Primária 151", também conhecida por Escola dos Coruchéus foi o terceiro estabelecimento escolar a ser criado no Bairro de Alvalade. O projecto é do arquitecto Luis Américo Xavier (proj.1946). Foi inaugurada em 1950, sendo a primeira escola a ser construída em blocos de betão, tendo 16 salas de aula. As entradas e os espaços eram diferenciados conforme os sexos. À semelhança da escola primária 33 o estilo era "nacionalista".

Nos anos 60, numa parte da escola foi instalado o Instituto de Meios Audiovisuais de Educação- IMAVE, responsável pela Telescola em Portugal. Em 1972 o IMAVE deu origem ao Instituto de Tecnologias Educativas -ITE, antepassados da Universidade Aberta. Nos ano 80 o espaço foi ocupado pelo Conselho Nacional de Educação e por uma Cantina para funcionários públicos (construída num anexo). 

A escola está reduzida apenas a um único bloco com dois pisos. Possui centro de recursos educativos, refeitório e outras valências. No ano lectivo de 2014/2015 era frequentada por 171 alunos e tinha 10 professores. Oferta educativa: 1º Ciclo e Infantário.

A Escola da Telescola

Entre meados dos anos 60 e 70, uma escola do Campo Grande, a escola 151, tornou-se  conhecida em todo o país como a escola da Telescola. As emissões eram feitas pela RTP a partir dos emissores do Monte da Virgem, em Gaia.

Escola Básica do 1º. Ciclo do Bairro de São Miguel.

A arquitectura desta escola da autoria de Ruy d`Athouguia (proj.1949-52, inaugurada em 1954), tornou-se num símbolo da "Educação Moderna". O edifício escolar é afastado dos espaço circundantes, sendo neste caso criados taludes e cortinas verdes. Grupos escultóricos da autoria de Stela Albuquerque conferem-lhe uma dignidade que até à altura não encontramos nestes edifícios escolares. O estilo moderno do edifício tem algumas soluções inovadoras, como a fora como foi tratada a luz. Possui dois blocos, ginásio, refeitório, etc. No ano lectivo de 2014/2015 era frequentada por 392 alunos e tinha 20 professores. Oferta educativa: 1º Ciclo

Escola Básica Rainha Dona Estefânia.

Funciona numa sala do 2º. piso do Hospital Pediátrico Rainha Dona Estefânia. Foi criada em 1926, sendo frequentada apenas por crianças internadas neste estabelecimento hospitalar. No ano lectivo de 2014/5 tinha 2 professores.

Agrupamento de Escolas de Alvalade

No ano lectivo de 2013/2014 tinha um total de 2.136 alunos.

 

Agrega a ESPAV, EB2,3 Alm. Gago Coutinho, EBI/JI Teixeira de Pascoais e a EBI/JI S. João de Brito, disponibilizando uma oferta educativa desde o jardim infantil ao 12º. ano .  

 

Escola Secundária Padre António Vieira (ESPAV) . As obras de remodelação do seu belíssimo edificio estão concluídas, depois de dezenas de anos ao abandono. A escola está de novo admirável !  Mais

 

 

Escola Básica 2,3 Almirante Gago Coutinho. Projecto do arquitecto Manuel Coutinho Raposo, com trabalhos escultóricos de Stela Albuquerque. Concluída em 1955.

 

Escola Básica de S. João de Brito (antiga escola primária 111). Projecto do arquitecto Cândido Palma de Melo (proj.1953), concluída em 1956, com trabalhos artísticos de Maria Keil. Martins Correia concebeu também motivos escultórios para a escola, mas que não foram realizados. Oferta educativa: 1º Ciclo e Infantário.

 

Escola Básica Teixeira de Pascoaes (antiga escola primária 101). Projecto de Ruy d`Athouguia, com trabalhos escultóricos de Stela de Albuquerque. Concluída em 1957. Oferta educativa: 1º Ciclo e Infantário.

 

Descubra alguns aspectos fascinantes da patrona da Escola Secundária Rainha Dona Leonor. Mais Duas ou três coisas sobre o patrono da ESPAV:

Padre António Vieira

 

 

 

Outras Escolas em Alvalade (particulares)

 

Uma história impar de dedicação ao próximo

 

Colégio de S. Vicente de Paulo

No topo norte do Jardim do Campo Grande, ergue-se o imponente edifício das Casas de S. Vicente de Paulo,  pertencente às Filhas da Caridade de S.Vicente de Paulo, ou Irmãs S.Vicente de Paulo ou simplesmente das Irmãs Vicentinas. Neste vasto complexo, cuja construção se iniciou em Outubro de 1944, se alberga hoje uma multiplicidade de actividades em prol a comunidade:

- Escola Superior de Enfermagem (passou para a competência da Universidade Católica). 

- Centro de Dia

- Lar de Idosos (Catarina Labouré)

- Externato, vulgo Colégio de S. Vicente de Paulo (creche, jardim infantil, escola de ensino básico, actividades de ocupação de tempos Livres-ATLs).   

A história desta comunidade religiosa em Portugal remonta a 1819, quando D. João VI, autorizou a sua instalação entre nós.  Em 1821 ou 1822 chegavam de França as primeiras irmãs que logo se empenharam na sua missão de sempre: ajudar os mais carenciados. 

 

Em Fevereiro de 1858 é criada a Província Portuguesa da Companhia das Irmãs de S. Vicente de Paulo, cuja origem remonta ao século XVII.  Ficaram então instaladas em S. Domingos de Benfica (no edifício onde actualmente se encontra o Instituto dos Pupilos do Exército). A sua acção foi contudo muito dificultada devido ao ambiente anti-clerical que se via no país. Em 1862 a Província é extinta vindo só em 1881 a ser refundada. Ente 1910 a Província é novamente extinta, voltando a ser reerguida em 1930, num outro contexto político.

 

 
 

 

Queen Elizabeth's School (Colégio Inglês)

Uma escola criada em 1935 por Miss Denise Lester, cidadã britânica que se estabeleceu em Portugal. Em 1952 transferiu-se para o atual edifício na Rua Filipe Magalhães, tornando-se numa escola de referência do Bairro de Alvalade. Miss Denise Lester em 1964 resolve criar uma fundação que tem como missão gerir e desenvolver uma "escola britânica para alunos portugueses".

 
 

Colégio Moderno

Prestigiada escola da freguesia de alvalade, fundada em 1935 por João Lopes Soares , no número 19 da antiga Estrada da Malpica (actual Rua dr. João Soares) ao Campo Grande. Possui turmas do 1º. ao 12º. ano.

 

 
 

A Junta de Freguesia de Alvalade cedeu a sede da antiga da extinta Junta de Freguesia do Campo Grande à  Associação de Jardins-Escolas João de Deus. Após algumas obras de remodelação, no dia 2 de Dezembro de 2015, foi inaugurado o Centro Infantil João de Deus (creche e berçário), contando com a presença de Fernando Medina, presidente da CML.

Jardim-Escola João de Deus

Inaugurado a 8 de Março de 1965 n Bairro de Alvalade é um dos 37 jardins-Escola da Associação de Jardins-Escolas João de Deus, sucedânea da Associação de Escolas Móveis pelo Método João de Deus, instituição criada em 1882. No inicio recebia apenas crianças dos 3 aos 7 anos. A partir de 1991 passou a leccionar todo o primeiro ciclo.  Aceita crianças dos 3 aos 10 anos (creche, pré-escolar e 1.º ciclo do Ensino Básico).

Colégio Eduardo Claparède

Fundado em 1953 por João dos Santos, Rosa Bemfeito e Afonso Gouveia, entre outros, continua a ser uma instituição de referência no ensino especial no país. Esteve na origem de outras instituições relevantes, como o Centro Helen Keller, a Liga Portuguesa dos Deficientes Motores e o Centro de Paralisia Cerebral da Fundação Calouste Gulbenkian.

 

 
 

Memórias

O Colégio Décroly era desde a sua fundação, no principio dos anos 80 do século XX,  uma instituição de referência no ensino especial. As denúncias de maus tratos de crianças afectaram de forma irreparável a sua credibilidade (2008). Fechou as portas em 2011.

 
 

Sobre Educação

Insucesso Escolar . Indisciplina nas Escolas . Reformas Educativas

História da Educação e da Formação Profissional 

em Portugal e Colónias

 Um projecto pioneiro

 
   





 

 

Entrada

História local
Guia do Lazer
Quiosque